Coloco aqui minhas reflexões, minhas poesias, poesia de terceiros, textos, algumas brincadeiras e muita paz de espírito.

domingo, 27 de março de 2011

Um texto em primeira pessoa...

Baseado em indignações reais...
Chega uma época na vida que nós mulheres cansamos. Eu cansei! Cansei de romance, cansei de joguinhos, de primeiras impressões, de caras e bocas e de todos os chavões pelos quais passam os relacionamentos.
Queria uma coisa fácil, como comprar uma roupa. Simples assim! Pra ser leve, ser usado enquanto der - e isso não diz respeito só ao sexo - e depois, meu amigo, cada um segue seu caminho porque ninguém disse que seria pra sempre. Não tem que ser!
Acho que os homens – e eu quase generalizo - têm que modernizar seus conceitos, não colocar todas as mulheres num mesmo "pacote", achando que são todas Cinderelas desiludidas; muitas não querem e nem têm tempo pra romance pastelão - estou nessa categoria, óbvio, mas não falo só por mim.
Claro que me cuido - cuidados a minha moda, bem verdade, mas são cuidados - e curto isso; é certo que gosto de gentilezas, elogios, cumplicidade; uso quando necessário a prerrogativa de ser o “sexo frágil” pra me safar; tenho ainda resquícios de Amélia no sangue; sou mulher, enfim, e não perdi a feminilidade só porque dispensei a lengalenga dos "inícios".
Quero uma boa companhia pra bons momentos e ressalto, só para os bons momentos. Está com dor de barriga, pressionado no trabalho, brigou com seu amigo? Posso fazer uma massagem e acompanhá-lo num vinho - e o farei com muito prazer - mas não sou eu quem vai dar soluções para seus problemas então nem perca seu tempo me contando como foi seu dia a menos que isso vá me tirar um sorriso do rosto. E quando os meus maus momentos estiverem a caminho, suma, fique uns 3 dias incomunicável e, pronto! Sem essa de “na alegria e na tristeza”; tristeza, angustia, problema, não se engane, não podem ser divididos. E TPM não é problema, quem dirá doença, é descompensação hormonal passageira – ufa! - não há nada que “dois” possam resolver, basta aguardar, longe!
Um relacionamento que beira a futilidade, concordo, mas e por que não? Deixemos os pesares de lado e vamos nos divertir. Simples assim!

Luciana Mazzutti Leal

http://lu-umpoucodetudo.blogspot.com/2010/03/um-texto-em-primeira-pessoa.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...